Templates by BIGtheme NET

Lançada 3ª edição do Festival do Peixe de Esperantina

Foi lançada nesta segunda (10), no Palácio de Karnak, a 3ª edição do Festival do Peixe de Esperantina, que será realizada entre os dias 20 e 23 de julho. O evento já se consolidou no calendário nacional do Ministério do Turismo e tem reunido centenas de piscicultores piauienses que veem no espaço a oportunidade de expor sua produção e de aprender novas técnicas de manejo.

“O Festival do Peixe é o momento importantíssimo do Piauí, do Nordeste vai se consolidando no calendário do Brasil. Ele faz um trabalho de fomentar e estimular a produção da piscicultura, atividade amplamente estimuladora do emprego”, acredita o governador Wellington Dias.

O manejo do peixe em Esperantina e região dos Cocais é feito desde pequenos tanques escavados até em reservatórios já existentes com em água em movimento, como é o caso do rio Longá e do Rio Marathoan. O governador Wellington Dias comentou sobre o número significativo que vem sendo alcançado pelos produtores locais e seus reflexos na cadeia produtiva da piscicultura. “Já está muito comum o trabalho com a produção do tambaqui, da tilápia, agora já chega ao surubim, já começam a trabalhar o curimatá e outras variedades, o objetivo é esse, é ampliar. Estamos atingindo 15 mil toneladas, ou seja, 15 milhões de quilos de pescado, nós já temos ali produção de alevinagem”, informou.

Produtor de tilápia há seis anos, o piscicultor Cristino Machado comemora o crescimento da demanda por peixe, o que tem exigido um aumento da produção de pescados por parte dos produtores. “Nunca vi um ano tão bom para o comércio de tilápia como esse. O bom é que a cada ano a festa aumenta, fica bem mais bonita e traz muito valor para o nosso município e região, isso ajuda muito na divulgação do nosso potencial que temos na região, que é a piscicultura”, revelou Machado.

Através do festival também são feitas capacitações tecnológicas com palestras e exposições que trabalham produção, processamento, distribuição e consumo do pescado.

Aliada conforme a programação técnica ainda serão realizados eventos desportivos como trilhas, bicicletários e canoagem em córregos do município.

“A gente trata da questão cultural, econômica, esportiva, tudo isso visando a economia o fortalecimento da economia do município. Nós temos o comércio que é muito aquecido durante o festival. Desde a pessoa que vende uma roupa ao dono da lanchonete, a parte do hotel. Ele [festival] deixa muito para a economia do município”, garante a prefeita de Esperantina, Vilma Amorim.

O Festival do Peixe de Esperantina é fruto de parceria entre os governos municipal e Estadual, o Sebra e o Banco do Nordeste. O evento deverá ainda encaminhar discussões sobre o sistema de vacinação de peixes, e ainda o trabalho para ampliação do mercado, como a aquisição de pescado para a merenda escolar de escolas públicas.

No lançamento Dias se comprometeu em agilizar licenças ambientais ainda este ano. O fator licenciamento tem gerado dificuldades na ampliação do número de tanques. “Estamos trabalhando agora o licenciamento ainda em 2017”, garantiu Wellington Dias.

Membro do Conselho Deliberativo do Sebrae, Evandro Gomes, relata a relevância da criação de peixe para o consumo do que chamou de “proteína nobre”. “Queremos tornar essa ideia cada vez mais disseminada e geradora de economia para o Piauí”, destacou.

Fonte: portal do estado/ Valmir Macêdo

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*