Profissionais de outros municípios que exercem serviços essenciais em Luzilândia já podem adentrarem a cidade.

Por: Douglas Sampagode
Publicado em 19/05/2020 - 17h15

A OAB do Piauí, SubSeção de Barras, através do advogado luzilandense Dr. Valdina Machado e do Dr. Carlos Júnior, presidente da Subseção de Barras, solicitou ao Promotor de Luzilândia, Dr. Carlos Rogério Beserra e também à Prefeitura Municipal de Luzilândia, que recomende a secretaria municipal de saúde, que os profissionais que moram em outras cidades e trabalham em atividades essenciais, como advogado por exemplo, NÃO SEJAM IMPEDIDOS DE ADENTRAREM NA CIDADE, desde que sejam obrigados a tomarem as medidas de segurança exigidas pelo Ministério da Saúde.

A secretaria de saúde do município de Luzilândia acatou o oficio da OAB/PI- Subseção de Barras e ressaltou “ sendo necessário dessa forma a comprovação das atividades laborais”.

O presidente da OAB/PI- Subseção Barras, Carlos Júnior explica ao Blog do Sampagode, que profissionais, como advogados, por exemplo, estavam sendo impedidos de realizar suas atividades no momento que estavam sendo impedidos de entrar na cidade, mesmo seguindo as recomendações do Ministério da Saúde.

Douglas Sampagode, radialista com certificação pela FBR e FENART ( Federação Nacional dos Radialista), atua na área de comunicação há 15 anos, passagem por rádios, diretor de 02 emissoras de rádio ( Popular FM e Jovem FM- Todas em Luzilândia), ex colunista do portal Piripiri40graus.com, designer, editor de áudio e vídeo, gerenciador de mídias sociais, assessor de imprensa e diretor do Blog do Sampagode.