Vendedora de lanches tem mercadorias destruídas e é agredida na frente de posto de combustíveis no Piauí

Por: Douglas Sampagode
Publicado em 11/09/2020 - 16h54

O caso de uma vendedora de lanches que teve suas mercadorias destruídas e foi agredida na cidade de Bom Jesus, Sul do Piauí, tem causado muita indignação.

Barbara Moreira vendia lanches na frente de um posto de combustíveis, o Posto Café 2, quando foi proibida de trabalhar ali pelos proprietários do local, segundo informações repassadas ao 180.

“Foi a dona Catarina, a dona do posto, a ‘Rainha da Cocada Preta’, ela acha que esses três metros beirando a pista é dela, só pode, nem na área dela eu estou, estou na área do DNIT. Mas tem nada não, depois que ela esbagaçou tudo veio querer fazer acordo. Eu? Acordo? Não, a humilhação que ela me fez passar… Ela não chegou nem conversando, foi metendo a mão nos meus peitos, eu titubeei para trás e torci o pé”, disse a vendedora em áudio.

A Polícia Militar logo chegou ao local e atendeu a ocorrência. O caso aconteceu às margens da BR-135 e a mulher aproveitava a sombra de uma placa do posto para tirar o sustendo da família. Na confusão, ela torceu o pé, que ficou muito inchado

O caso gerou muita revolta e foi registrado na delegacia da cidade, que já ouviu as partes. Nas redes sociais moradores fazem uma campanha para que o responsáveis pela agressão sejam punidos.

fonte: 180graus.com

Douglas Sampagode, radialista com certificação pela FBR e FENART ( Federação Nacional dos Radialista), atua na área de comunicação há 15 anos, passagem por rádios, diretor de 02 emissoras de rádio ( Popular FM e Jovem FM- Todas em Luzilândia), ex colunista do portal Piripiri40graus.com, designer, editor de áudio e vídeo, gerenciador de mídias sociais, assessor de imprensa e diretor do Blog do Sampagode.