Templates by BIGtheme NET

Votação de Janainna Marques e Evaldo Gomes prenuncia o quadro eleitoral de 2020 em Luzilândia

A eleição para deputado estadual no Município de Luzilândia, envolvendo os protagonistas Janainna Marques, Evaldo Gomes, Themístocles Filho, Ismar Marques, Dra. Marina e o prefeito Ronaldo Gomes, prenuncia um quadro eleitoral sucessório municipal para 2020 muito complicado.
A expressiva votação da deputada estadual Janainna Marques (PTB – 6.949 votos – 48,82%) em Luzilândia sobre o deputado estadual Evaldo Gomes (PTC – 3.053 votos – 21,45%), apoiado pelo prefeito Ronaldo Gomes (PTC), mostra claramente um “divisor de águas” para o futuro na eleição municipal, com a deputada tendo mais do dobro da votação dada ao deputado apoiado pelo prefeito de Luzilândia (3.896 de maioria sobre o segundo colocado).
Por outro lado, a pífia votação para o deputado estadual Themístocles Filho (MDB – 457 votos – 3,51%) indica que o grupo da vice-prefeita Jackeline Aguiar e do primo, Ismar Marques (somente 12.835 votos), falharam no compromisso com os votos, “não entregaram a mercadoria”. E vice-versa, porque tendo o filho, Marcos Aurélio, como candidato a deputado federal, Themístocles Filho também não cumpriu o prometido.
A exuberante votação dada a Janainna Marques (quase 50% dos votos válidos do município para deputado) mostra que o grupo político da deputada se reabilitou da derrota municipal sofrida em 2016. Ao contrário, a votação dada ao deputado Evaldo Gomes (pouco acima de 20%) indica um quadro de desgaste do grupo político do prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes, que no comando do município não conseguiu pelo menos se destacar nas urnas no apoio ao amigo Evaldo Gomes e à Dra. Marina – embora todos com boas votações. Para agravar a situação, o grupo não conseguiu eleger o governador e nem os dois senadores.
Desde agora, com a votação da hoje eleita deputada federal Dra. Marina (70.612 votos), candidata de Evaldo Gomes e do prefeito de Luzilândia, prenuncia-se claramente que a sucessão municipal de 2020 terá três grupos políticos conflitantes na disputa: grupo de Janinna Marques; grupo de Ronaldo Gomes; e grupo de Jackeline Aguiar com Ismar Marques. Com vantagem para o grupo de Janainna, que não sofreu qualquer cisão político-eleitoral em 2018.
Para 2020, certamente haverá uma cisão político-eleitoral já bem delineada e definida em 2018. Enquanto Janainna Marques conseguiu reunir-se e agrupar-se política e eleitoralmente com seu grupo, aumentando consideravelmente sua votação para deputada de uma eleição para outra, os outros grupos políticos foram para o pleito de 2018 divididos, cada um querendo derrotar o outro. E todos acabaram perdendo em Luzilândia para Janainna Marques.
Fonte: JL/Ivo Júnior

Douglas Sampagode, radialista com certificação pela FBR e FENART ( Federação Nacional dos Radialista), atua na área de comunicação há 15 anos, passagem por rádios, diretor de 02 emissoras de rádio ( Popular FM e Jovem FM- Todas em Luzilândia), ex colunista do portal Piripiri40graus.com, designer, editor de áudio e vídeo, gerenciador de mídias sociais, assessor de imprensa e diretor do Blog do Sampagode.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*